Graffiti, São João da Madeira

11 06 2009

Tal como prometido, demonstramos algumas formas de arte, neste caso, o Graffiti, em São João da Madeira. Podemos ver que por um lado é uma arte,forma de expressão; por outro,algo visto como vandalismo.

Quando tirámos as fotografias, avistamos também “stencils” de marcas conhecidas no mundo dos desportos radicais.

Ficam as fotos.

P4280254

Visão Geral da Praça

P4280253

Alguns Tags

O marco com o nome da Praça. vandalizado com Tags

O marco com o nome da Praça. vandalizado com Tags

Alguns Graffitis

Alguns Graffitis

Inserção do graffiti como elemento decorativo para Spot (lugar) de prática de desportos radicais

Inserção do graffiti como elemento decorativo para Spot (lugar) de prática de desportos radicais





Então, que outras indústrias culturais existem?

30 05 2009

-Livros;

-Videojogos

Hoje, os videojogos exercem uma grande força.  Eles motivam algumas artes, como o graffiti e o cinema. Promovem tanto aspectos sociais e políticos como comerciais.

O Second Life promove os novos artistas, e até mesmo empresas. O facto de uma pessoa ter a segunda identidade, faz com que ela seja influênciada. Neste caso temos a Microsoft.

O Second Life promove os novos artistas, e até mesmo empresas. O facto de uma pessoa ter a segunda identidade, faz com que ela seja influenciada. Neste caso temos a Microsoft.


Stand Renualt no Second Life

Stand Renualt no Second Life

Nos livros, podemos dizer que a ficção científica e o policial podem conter elementos da indústria cultural. Os livros de Dan Brown, como “Anjos e Demónios” contêm termos científicos, e elementos religiosos. São também utilizados na indústria cinematográfica: portanto, são ambos complementos (e artes) quase mútuos.

Sabia que…

Barack Obama apareceu no videojogo ” Burnout Paradise “? Sim, é verdade. Este exemplar vendeu mais de um milhão de cópias, só nos Estados Unidos. Eis uma nova forma de propaganda.





A chegar

30 05 2009

Nos próximos dias, entrevistas, fotos e vídeos sobre este trabalho, vindos de São João da Madeira.





A arte plástica na época da indústrias culturais

28 05 2009

A escultura é uma arte muito remota, tal como a pintura; A escultura é uma arte estética que representa imagens de relevo total ou parcial, sendo sólidas.

A indústria cultural apenas influenciou a escultura, na temática e nos novos materiais.

Existem duas tendências da escultura moderna, e elas são, respectivamente, construtivismo cinético e o abstraccionismo orgânico.

Os artistas que demonstraram o movimento de construtivismo cinético, demonstram a vida moderna, em formas abstractas.

Já os abstraccionistas tentavam produzir obras das formas da natureza. Tem associada, a influência africana.

Um dos artistas mais conceituados Marcel Duchamp. Também, associado, Brancusi, que tem a primeira obra datada de 1908, “O Beijo”.

O Beijo de Brancusi

O Beijo de Brancusi

Existem, ainda mais artistas, e outras obras conhecidas.

Duchamp, é o principal artista plástico do séc. XX. As suas obras são normalmente muito conhecidas.

816392_duchamp_e_a_roda_de_bicicleta_mundo_250_171

Duchamp e o seu ready-made, a "Roda de Bicicleta"

A roda de bicicleta e  “A fonte”, transformaram a maneira como as pessoas viam as artes. São ready-mades inéditos, e que ficaram para a história.

"A fonte" de Duchamp

"A fonte" de Duchamp

Deixamos outras obras, mais contemporâneas:

Chicago Bean (conhecido oficialmente como Cloud Gate), projectado por Anish Kapoor

Cloud Gate, Chicago

Cloud Gate, Chicago





Arquitectura na época das indústria culturais

27 05 2009

A arquitectura, é a arte de edificar ou produzir algo, normalmente edifícios, gere a estética e a organização dos mesmos, para utilização humana.

A indústria cultural, não parecendo, exerce uma forte influência sobre a arquitectura, e as grandes obras tornam-se símbolo de cada região, ou cidade. Por exemplo, se falarmos em Porto, vem nos à ideia a Ponte D. Luís, falamos em Paris, lembramos da Torre Eiffel.

Os especialistas referem que a arquitectura tem dois diferentes tipos de manifestação. A actividade em si, ou seja, o trabalho do arquitecto, e o resultado físico, que é a obra e a população que frequenta a obra arquitectónica (incluindo o próprio arquitecto).

Tal como todas as artes, esta apresenta um estilo.

As obras arquitectónica modernas, são normalmente influenciadas pelas tendências sociais e indústrias, misturando a novidade ao belo, criando uma natureza ideal. Um grande exemplo disso é a Torre Eiffel, que é construída essencialmente em ferro, estando influenciada indirectamente com a revolução industrial.

Existem outras, aparentemente mais óbvias. A arquitectura foi uma das artes, que não foi muito influênciada pela indústria cultural. Contudo existem obras, que descrevem exactamente, aquilo que é a sociedade, e a arte que a solidifica.

Frank O. Ghery, é nobel da arquitectura, e presenteia a sociedade com um tipo de arquitectura moderna e futurista, muito característica do futurismo. De certa forma, estas obras influência a forma do sobre a vivência diária.

Antoni Gaudí, é um percursor do modernismo, que adoptou uma nova forma de arquitectura. As suas obras são símbolos da cidade. Estão influenciadas principalmente, pela revolução industrial ( que trouxe também a possibilidade de escolha de mais materiais).

Casa Milá

Casa Milá

Obras interessantes:

– A casa dançante.

A casa dançante

A casa dançante

-Centro Stata
– Museu Bilbao
-Nakhell Tower
-Casa Milá
-Sagrada Família
.
Poderá ver ainda o Dubai, um complexo arquitectónico bastante rico.




Arte do cinema na época das indústria culturais

27 05 2009

O cinema, conhecido como a “sétima arte” é uma arte de expressão e ficção, que surgiu em Paris, pelos irmãos Lumière. A primeira exibição realizou-se 1895, com grande apoio do público, conquistando todo o mundo.

A sétima arte produz obras de vários tipo e géneros: longas, curtas e média metragens; dentro do géneros dramático,acção, ficção cientifica.

Esta revelou-se uma arte e uma forma poderosa de comunicação, pois estas obras são capazes de influenciar a forma de como vivemos a vida (seja a nível psicológico, social, ou ainda industrial).

A indústria cultural intervêm no cinema, no aspecto que pode promover a indústria.

Os deuses devem estar loucos, é uma obra cinematográfica, com forte influência da indústria cultural.

Os deuses devem estar loucos, é uma obra cinematográfica, com forte influência da indústria cultural.

O cinema em si, foi promovendo a indústria. Existem inúmeros casos: Os Deuses devem estar loucos, é um enredo que está à volta de uma garrafa de Coca-Cola. No filme,  Italian Job, faz-se uso da marca Mini; O filme “Eu, robot”, promove diversas marcas, desde Converse All-Star à AUDI. Existe ainda, quem refira que os filmes violentos, promovem a violência.

Eis um trecho do filme, Eu, robot com elementos futuristas, que influência o consumo

Eis um trecho do filme, "Eu, robot" com elementos futuristas, que influência o consumo

Assim, o cinema, além de arte e forma de expressão é uma indústria cultural, que é influênciada por outras indústrias e que promove aos espectadores, o consumismo.

Importante: o cinema tem vários géneros; alguns desses géneros deram origem a um tipo de marketing, à base do vídeo.





A Arte da pintura na época da indústria cultural

25 05 2009
  • A importância de Max Horkheimer e Theodor Adorno, os famosos filósofos e sociólogos alemães que inventaram o termo indústria cultural,  é importante para a arte de pintar.

A pintura , é uma arte estética,  que consiste na técnica de descrever através de pigmentos. Neste sentido, a pintura é considerada uma arte essencial, tão remota como o ser humano. A pintura não se limita a algo que é desenhado com tintas; também pode ser ser feita com outras formas.

O Homem inserido na sociedade industrial e capitalista, é bombardeado pela matéria visual. Como resposta, a pintura reagiu conforme à indústria.

A Pop Art

Um dos primeiros movimentos que apareceram, resultado da indústria cultural, foi o movimento pop art. O pop art é um movimento artístico que surgiu na década de 50, na Grã-Bretanha e Estados unidos da América.

Um dos seus percursores foi Andy Warhol.

Andy Warhol

O pop art, é em si, um tipo de arte que utiliza figuras e ícones populares nos temas das suas figuras. A razão crítica e irónica da sociedade capitalista. Irónica, pois a sociedade capitalista apoderou-se desta forma de arte. Ela operava com jogos de cores, materiais, e produtos intensos, reproduzindo objectos do quotidiano. Transforma-os desta forma, em arte.

P1000502

Brillo, uma marca de soap pads (esfregões de cozinha), desenhado e pintado à maneira da Pop Art

Outra coisa que neste tipo de arte acontece é as apropriações. A pop art apodera-se de outros artistas, como Elvis Presley, Jimmy Hendrix, Marlon Brando, e Marylin  Monroe.

Marylin Monroe, representada numa peça Pop Art

Realça novamente a ideia de Adorno “A Indústria Cultural impede a formação de indivíduos autônomos, independentes, capazes de julgar e de decidir conscientemente.”

A Pop Art produziu uma nova transformação do que era comum, e aproximou a arte do consumismo , já que se utilizava de objectos próprios delas.  Arte difícil de reconhecer, reconhecida por poucos.

Artistas do género:

  • Roy Fox Lichtenstein
  • Wayne Thiebaud
  • Yayoi Kusama
  • Peter Blake
  • Andy Warhol

Outras artes de pintura

  • Movimentos artísticos contemporâneos

O cubismo, um movimento com origem em França, caracteriza-se com a ideia de que a pintura não ser imitação da realidade; Normalmente, descrevem planos e perspectiva, e cada pessoa tem um interpretação diferente; Foram influenciado pela sociedade indirectamente, e pela revolução cientifica. De facto, é um procura do diferente.

Uma obra Cubista de Picasso

Uma obra Cubista de Picasso

Neste ramo, tempo Picasso, Juan Gris, Jean Metzinger, e Braque.

Sabia que …

…Pablo Picasso participou para um anúncio publicitário da Apple? Fica a questão:  o simples facto de Picasso ter participado nesse anúncio pode ter beneficiado a empresa? (comenta!)

O Dadaísmo é outro movimento, que descreve a tal mudança  das formas do passado (descritas por Adorno). Dada é um termo que significa ” relação mais ancestral da realidade “. Neste sentido elevam-se objecto do quotidiano, a obras de arte.

Uma obra de Hannah Hoch, já referida à indústria

Hannah Hoch, com um quadro referido à Indústria cultural.

Ainda existem outros, como o surrealismo. Este movimento surge um pouco antes das teorias de Adorno e Herkheimer, mas sugerem a tal mudança de mentalidade. Retrata o inconsciente humano, com forte influência da teoria psicanalítica de Sigmound Freud, e com os avanços científicos.

A persistência da memória, um quadro da autoria de Salvador Dali

A persistência da memória, um quadro da autoria de Salvador Dali; alguns especialistas defendem que está influenciado com teorias cientificas, como a de Einstein, quanto ao tempo

Artes de pintura na base industrial cultural

Grafitti

  • O conceito graffiti surgiu em Roma, na antiguidade, para referir um inscrição num determinado local ou edifício que não tem autorização prévia do proprietário.

O apogeu do graffiti começa nos anos 70, no outro lado do Atlântico (Estados Unidos da América), dentro dos bairros. Nesta idade, recorre-se ao uso de aerossóis (sprays). Aliás, é esta a característica que destaca esta arte das restantes.

Existem várias formas de graffitis. A forma mais antiga é o “tag”, que surge nos anos 30, em bairros de gangs,negros e pobres a fim de determinar o território. O tag, é a assinatura do artista criador do graffiti. Considera-se que tag, é uma obra de vandalismo.

Um exemplo de um tag

Um exemplo de um "tag"

Esta arte existe em todo o mundo. Além disso, também está rodeada de controvérsia: o graffiti é por norma ilegal em espaços privados não autorizados; é tido como um acto de vandalismo, devido aos massivos tags, a outros  elementos. A verdadeira arte de graffiti está nas grandes obras.

É algo conjunto, e uma imagem da sociedade: existem graffiti’s sobre  Marxismo,guerra, música, ídolos artístico, cultura de massas etc; Além isso, esta arte está relacionada com movimentos com a mesma temática: neste caso, o rap, beat box,hip-hop, e breakdance;

Graffiti com elemento da tecnologia (influência indústrial)

Graffiti com elemento da tecnologia (influência indústrial) e da mitologia (influência cultural)

Reverse Graffiti

O reverse graffiti, tem a mesma temática do graffiti, embora tenha uma ideologia diferente. Basicamente, limpam fazendo arte.

Existe, dentro deste estilo, o Dust Tagging (desenho, por limpeza de pó) e o Wash Tagging (por limpeza a água).

Não existe muito a dizer sobre este tipo de arte muito contemporâneo. É bastante engraçado. O Dust Tagging é baseado na indústria cultural, utilizando antigo ícones ou pinturas famosas, como a Mona Lisa.

Dust tagging por Scott Wadde

Dust tagging por Scott Wadde

Outro tipo de Dust Tagging é este, em que o artista utiliza panos com produto químico, para limpar o alcatrão de um revestimento do túnel.


Já o Wash Tagging, aplica a técnica stencil (por moldes), e utilizando máquinas lavadoras de veículos e de ruas à pressão. O efeito fica fantástico, contudo, os donos das propriedades não ficam contente com a limpeza, no mínimo, artistica.

Em conclusão: a pintura está muito submetida à cultura industrial. Por isso esta está continuamente a adaptar-se aos novos meios.

Reverse Graffiti Project, com uma obra urbana

Reverse Graffiti Project, com uma obra urbana